Royal Caribbean anuncia suspensão global de seus cruzeiros

A Royal Caribbean International anunciou que decidiu estender a suspensão das viagens de sua frota global até 30 de novembro de 2020. O objetivo é retomar as operações em 1º de dezembro, 2020.

“A segurança e o bem-estar dos hóspedes e da tripulação são sempre nossas principais prioridades”, disse o comunicado. 

A decisão foi tomada após consultas adicionais com seus parceiros da Cruise Lines International Association e em conjunto com o CDC, o Centro de Controle de Doenças dos EUA.

As seguintes circunstâncias prorrogaram a suspensão para os seguintes navios e cruzeiros:

  • Partidas da Austrália, prorrogadas até 31 de dezembro de 2020;
  • Os cruzeiros do Odyssey of the Seas, de 5 de novembro de 2020 a 17 de abril de 2021, serão cancelados. Dado o fechamento de estaleiros junto com a interrupção da cadeia de suprimentos causada pela pandemia, mais tempo será necessário para concluir a construção programada do Odyssey of the Seas;
  • A ampliação do Liberty of the Seas foi adiada para uma data posterior e o navio partirá agora para Galveston antes do planejado. Apenas um navio pode atracar no cais de Galveston por vez. Por causa disso, o cruzeiro com o navio Jewel of the Seas, de 14 de fevereiro de 2021, será cancelado;
  • Após consultar os parceiros da Cruise Lines International Association, e em conjunto com o CDC, a Royal Caribbean decidiu cancelar algumas viagens adicionais saindo da China. Os cruzeiros que iriam ser feitos com o navio Spectrum of the Seas até 23 de novembro de 2020, foram cancelados;
  • Em preparação para o retorno ao serviço, a RCL está fazendo alterações em seus itinerários existentes para garantir que possa atender às necessidades de seus hóspedes em evolução e que esteja alinhada com quaisquer restrições de viagem existentes;
  • Infelizmente, as seguintes viagens no navio Quantum of the Seas foram canceladas como parte dessa mudança, enquanto é avaliado próximo movimento para este navio: partida de 2 de dezembro de 2020 – 22 de março de 2021.

Alguns países relataram o aumento contínuo e generalizado da doença coronavírus (COVID-19).